Make your own free website on Tripod.com


 

Manifestação do Carnaval Matogrossense, encontrado em plena atividade em Santo Antônio de Leverger e alguns bairros de Cuiabá, como o Dom Aquino e o São Gonçalo Beira-Rio, o Boi-à-serra costuma fazer a alegria da população, principalmente das crianças, que acompanham o boi e demais personagens, pelas ruas da cidade, brincando muito.

O boi, principal personagem, é feito da seguinte forma: primeiro monta-se uma estrutura de madeira leve e flexível conhecida como "melado de pomba"; depois, cobrem essa estrutura com um cobertor tipo "seca-poço", formando o corpo do boi, de cor semelhante à cor do animal; a cabeça do boi da brincadeira é a própria caveira do animal, seca, que é pintada com uma tinta escura, recebendo ainda algo para representar os olhos do boi, que pode ser dois botões, um de cada lado. Atualmente, algumas pessoas confeccionam o Boi-à-serra assemelhando-o ao Bumba-meu-boi de estados nordestinos do Brasil, cobrindo a mesma estrutura de madeira e a caveira do boi com tecido estampado.


Uma pessoa vai dentro do boi, dançando ao carregá-lo, dando vida ao brinquedo, que avança em direção à platéia, como se fosse "chifrar" os presentes. Outros personagens, não menos interessantes, são: a cabeça de apá, a mãe do morro, o tuiuiú, a ema, o morcego, o cavalo sem cabeça; esses, são variáveis, de um a outro grupo.

A música que anima a brincadeira é o cururu, com cururueiros tocando seus respectivos instrumentos: viola de cocho e ganzá, versando sobre o boi da brincadeira.

© Copyright: Centro de Processamento de Dados do Estado de Mato Grosso