Make your own free website on Tripod.com


 

Este é o portão mágico para novas e emocionantes descobertas. Cuiabá, Centro Geodésico da América do Sul, ao lado de Várzea Grande, é a sua passagem para o maravilhoso santuário ecológico do Pantanal, a fascinante Chapada dos Guimarães , os surpreendentes e instigantes Vales do Araguaia, do Guaporé e Nortão de Mato Grosso. Como centro do Centro Oeste Brasileiro e corredor de acesso rodoviário para a região Norte do Brasil, proporciona encantamento através da sua gente receptiva, sua culinária, artesanato e um pouco da história de "desbravamento" do interior do Brasil.


Nesta porção do continente habitada por paleo-índios há mais de 12 mil anos, o impulso imperialista colonizador fez sentir a sua força no início do século XVIII, em busca de pedras preciosas e índios dóceis para escravizar. Nasceu com o sonho de riqueza que arrastou muitos aventureiros para o desconhecido.
Ao encontrar ouro às margens do Rio Coxipó e do Córrego da Prainha, onde à época , era a maior lavra de ouro do Brasil, o bandeirante paulista Pascoal Moreira Cabral mudou os objetivos de sua expedição. A Vila Real do Senhor Bem Jesus de Cuiabá foi fundada em 1719, para a satisfação da Coroa Portuguesa, entusiasmada com a importância da descoberta e os vultosos lucros que teria. Cuiabá chegou a ser mais populosa que a capital da província de São Paulo.


Em destaque, temos a preciosa Igreja Nossa Senhora do Rosário e Capela São Benedito, construída em 1722 em estilo barroco. O altar mor é em talha dourada, estilo rococó. É a mais antiga igreja de Cuiabá que guarda suas características originais. Foi tombada pelo Patrimônio Histórico e Artístico Nacional.


Localizada no Morro do Seminário, a Igreja Nossa Senhora do Bom Despacho teve sua construção iniciada em 1720 pelas mãos do Frei Ambrósio Daylé, que deu ao projeto o estilo arquitetônico da Notre Dame de Paris. Ao lado da Igreja, está o Museu de Arte Sacra, antigo Seminário da Conceição. Expõe peças da antiga catedral de Cuiabá e alguns pertences de Dom Aquino Corrêa, célebre religioso que pertenceu à Academia Brasileira de Letras.

© Copyright: Centro de Processamento de Dados do Estado de Mato Grosso